30 Dias 2015

Dia 24 – 11/07 // Refugiados Sírios: Não muito diferentes de mim

refugiados sirios
Milhares de refugiados Sírios têm chegado ao Brasil. O que temos feito para ampará-los?

Yusra é uma mulher síria de 39 anos, uma muçulmana. Ela, como a maioria dos lares de refugiados, era de um lar da terceira geração. Seus sete filhos estavam espalhados pela sala, olhando para nós curiosamente com seus olhos escuros, e sua mãe estava sentada em sua almofada esfarrapada no chão. Até um instante quando a velha senhora começou a falar sobre os horrores que ela viu e a dor que consumiu seu corpo e alma. Eu levantei do meu tapete, peguei em sua mão, e ofereci orar por ela no nome de Jesus, Aquele que cura! Sua fala então virou um gemido, e lágrimas caíam pelas ranhuras em sua face a medida que ela nos contava sobre seus filhos desaparecidos. Então visitamos a família do andar de baixo. Jake conversou com os homens sobre política e guerra enquanto as mulheres falavam sobre família, perdas e dor. Ao nos levantarmos para sair, a avó, Umm Ahmad, beijou-me e colocou suas mãos em meu ventre. Ela clamou, “Que Deus te abençoe com gêmeos! Que Ele te dê abundância em dobro porque seu coração é puro e você orou por nossa família!” Jake e eu estivemos grávidos mas perdemos o bebê recentemente. Suas palavras perfuraram meu coração como se uma flecha de amor fosse lançada diretamente do coração de Deus.

Quando eu lhe contei que havíamos recentemente perdido nossa bebê, ela segurou minha mão e a manteve por um longo tempo. Por um momento, ela subiu do seu oceano de dor para o nosso pequeno mundo para nos confortar. Então ela apontou para sua nora e cochichou, “Ela perdeu um no mesmo dia que você. Que Deus dê de volta a você o que foi tirado.”

Yusra então veio lá embaixo para uma visita. Umm Ahmad começou a me abençoar de novo, desta vez dizendo, “Que Deus te dê dois pares de gêmeos.” Eu sorri, e olhei para Yusra, que tinha gêmeos. Ela nos disse que de verdade ela tinha tido dois pares de gêmeos, mas ela também sofreu um aborto involuntário ano passado. Nós permitimos que o silêncio perdurasse por um momento enquanto eu bebia nosso chá e simultaneamente compartilhava uma pequena xícara da dor de cada uma.

Yusra rapidamente quebrou o silêncio, gritando algo engraçado para retirar as dores da sala. Nós rimos; todas nós em uma pequena sala cheia de pessoas que normalmente estão separadas por fronteiras, países e culturas, neste momento todas sentíamos o mesmo.

Para adquirir ou baixar o livreto de Oração dos 30 dias, clique aqui.

[box] Como podemos orar?

● Ore que os crentes em Jesus sejam amáveis testemunhas a medida que eles estendem seus braços para os refugiados.

● Ore pelos refugiados sírios, que sejam cheios de esperança e ajuda prática para se levantarem e reconstruírem suas vidas.

● Ore para que movimentos de plantação de igrejas de rápida multiplicação se iniciem e se espalhem entre os refugiados sírios.[/box]

Deixe uma resposta