30 Dias 2012

Entre os muçulmanos no Brasil

Um testemunho da Graça de Deus

Texto original publicado na edição do “30 Dias” 2012.

Salim nasceu no Oriente Médio, emu ma familia muçulmana muito religiosa. Por lá, ele foi criado de acordo com os ensinamentos islâmicos. Em sua adolescência, Salim inscreveu-se em um grupo terrorista para lutar pela causa do Islã. Ele se tornou um suicida em potencial. Em certo momento, tentou realizar um atentado suicida. Felizmente, seu atentado não funcionou, deixando-o frustrado e envergonhado. Mais tarde, na sequência de um confronto sério com líderes religiosos, Salim fugiu de seu próprio país. Depois de viajar por vários países, ele acabou no Brasil. Aqui, mesmo que ele tenha se envolvido com gangues e drogas, Salim nunca parou de ler o Alcorão, nem negligenciou suas orações diárias. Salim se tornou um dos criminosos mais perigosos da sua área e, eventualmente, teve de viver na floresta, a fim de se esconder da polícia.

Você sabe quantos muçulmanos há no Brasil? Saiba +
Você sabe quantos muçulmanos há no Brasil? Saiba +

Um dia, cansado de toda a sua miséria, falta de moradia e de esperança, decidiu orar de forma diferente. “Naquela noite, eu me ajoelhei, levantei meu rosto para o céu e perguntei: “Eu não sei quem Você é aí no céu, eu não sou ateu, eu sei que há alguém maior do que isso, criador dos céus e da terra, mas eu não sei quem Você é. Quem é Você? Você é Buda, Maria, Deus, Jesus dos cristãos? Seja Você quem for, eu só peço isso: livra-me desta minha vida presente e eu te seguirei para sempre” – Deus respondeu aquela oração. Como muçulmano, Salim tinha rezado cinco vezes por dia durante 35 anos, mas nem uma vez experimentou acontecer qualquer coisa em resposta a suas orações. Desta vez, as coisas foram diferentes, Jesus se apresentou para Salim vários dias após sua oração de desespero.

Seis dias depois, um crente entrou na floresta onde Salim estava escondido e lhe disse: “Jesus te ama”. “É assim?” – argumentou Salim. “Será que Ele pode me libertar das drogas, do crime e desta miséria?”- ele então lembrou-se da oração que havia feito. Guiado pelo crente para um lugar escondido, Salim estudou a Bíblia, aprendeu a orar de maneira diferente e conheceu alguns cristãos. Salim enfrentou muitas lutas enquanto as pessoas tentavam matá-lo; Seu próprio povo lhe perseguiu, ele foi espancado e humilhado várias vezes. Mas Salim entendeu que seus sofrimentos eram pequenos em relação ao sofrimento de Jesus na cruz. Agora, Salim deseja anunciar o Messias para o seu povo: “Eu encorajo todos os cristãos a levarem o Evangelho ao meu povo. Eles são religiosos, mas eles não conhecem o amor manifesto de Deus em Jesus.

[box] Ideias para oração:

  • Peça ao Senhor para revelar-se a mais pessoas como Salim, lembrando que Deus é capaz de transformar vidas (Rm 4:17-21).
  • Peça a Deus para motivar, incentivar e treinar os crentes de origem muçulmana para alcance entre os muçulmanos no Brasil e no exterior.[/box]

Deixe uma resposta