30 Dias 2015

Dia 16 – 03/07 // Bósnia-Herzegovina: Cultura, Conflito e a Cruz.

bósniaO lindo país da Bósnia-Herzegovina foi palco de uma das guerras mais devastadoras do século 20. Se você caminha pelas ruas vibrantes, coloridas e históricas de Sarajevo hoje, o prevalecer de paredes com marcas de balas são uma triste lembrança de suportar um estado de sítio tortuoso por aproximadamente quatro anos. Um dos episódios mais mortíferos dessa guerra foi a execução de 8 mil homens e meninos muçulmanos na pequena cidade de Srebrenica pelas forças Sérvia-Bosnias. Nacionalismo religioso na Bósnia e Hezergovina se tornou um ídolo que trouxe destruição brutal. Guerras étnicas tornam o compartilhar de Jesus mais desafiador.

A linda cidade de Mostar
A linda cidade de Mostar

As raízes desse conflito se estendem até 1389, quando um exército muçulmano turco emergiu vitorioso na batalha de Kosovo contra os étnicos Sérvios. Nos anos de 1990, quando o comunismo caiu, essas rivalidades étnicas antigas começaram a ferver, e a luta iniciou novamente entre sérvios que eram ortodoxos cristãos, croatas que eram católicos e bósnios muçulmanos. A religião foi usada por todos os lados, e a cruz de Jesus, o símbolo principal de amor, foi levantada como um estandarte por forças croatas católicas e forças ortodoxas sérvias.

A guerra foi imensamente complicada, muitas atrocidades foram cometidas por todos os lados. A guerra não foi religiosa, embora a religião trouxe uma definição para os diferentes grupos étnicos. A religião cristã foi usada como uma justificativa de guerra e uma motivação para lutar. Como isso foi longe da mensagem de Jesus que ensinou um povo debaixo de uma ocupação brutal romana a “amar seus inimigos.” Quão longe foi esse tribalismo religioso do Jesus que disse que não importava em qual montanha nós O adoramos, mas o que é importante é que nós adoremos o Pai em Espírito e Verdade. (João 4:21-24).

Como podemos esperar que muçulmanos hoje na Bósnia e Hezergovina se convertam ao “Cristianismo” que eles vêem como a religião daqueles que cometeram o massacre de Srebrenica? Como podem os muçulmanos um dia entender a verdade do que Jesus fez naquela cruz quando ela foi tão manchada pela guerra? Mas os muçulmanos da região precisam de Jesus, o Príncipe da Paz.

Para adquirir ou baixar o livreto de Oração dos 30 dias, clique aqui.

[box] Como podemos orar?

● Que seguidores de Jesus na Bósnia e Hezergovina sejam corajosos para testemunhar da beleza do evangelho imerso em graça de Jesus.

● Que jovens muçulmanos bósnios sejam protegidos dos excessos de extremismo e possam desenvolver uma fome que só Jesus pode preencher. Ore que eles tenham sonhos de Jesus.

● Por uma profunda reconciliação que permeie a terra levando para uma conversão a Jesus, aquele em quem não há judeu, nem grego, croata, sérvio, bósnio, muçulmano, ortodoxo ou católico.[/box]

Deixe uma resposta