30 Dias 2013

A Primavera Árabe – Dois anos depois…| Dia 1 Terça 9 de Julho | Mundo Árabe

Ela começou com grande empolgação. Revoluções varreram países da Tunísia ao Egito e à Líbia. Rapidamente se tornou conhecida como a Primavera Árabe. “Será este o tempo quando o mundo Árabe se livrará de governos autocráticos e corruptos e seguirá a Europa Ocidental no sonho do “mundo livre”? A esperança correu como água nas ruas.

Mas dois anos depois, esse rio já está secando, sendo substituído por incerteza e temor. Ao invés de paz e desenvolvimento, a remoção da antiga liderança liberou tensões suprimidas há muito tempo, trazendo ainda mais insegurança. Dentro destes países, os jovens revolucionários questionam: “Quem sequestrou nossa revolução?” – Comentaristas externos questionam: “Será que a Primavera Árabe se tornou de fato no Inverno Árabe?

Quem roubou nossa revolução?
Quem roubou nossa revolução?

A realidade da Primavera Árabe é que apesar de as sociedades terem se unido em seu desejo de derrubar governos corruptos, seu povo tinha sonhos bem diferentes para seu futuro. Um grupo via a liberdade e a democracia como a resposta, mas outro grupo via um maior comprometimento com a Lei da Sharia e o Islã restrito como a resposta. Crescentemente estas agendas diferentes estão entrando em conflito nos lares e nas ruas do mundo Árabe.

Ainda no meio desta turbulência, outras histórias têm sido escritas. Muitos da comunidade cristã encontraram uma nova paixão e compromisso para ver o Reino de Deus vir em suas nações. Em Novembro de 2012, 70mil cristãos de todas as denominações se reuniram no Cairo para orar por sua nação. Outros estão encontrando uma ousadia crescente conforme eles amavelmente alcançam seus vizinhos muçulmanos em novas formas durante estes tempos incertos.

Por toda a região, há uma explosão de histórias de povos muçulmanos vindo à Fé em Cristo e se reunindo para se apoiarem, se encorajarem e para o discipulado. No entanto, crescentemente, estes movimentos estão se tornando os alvos de intimidação e perseguição por suas famílias, comunidades ou governos.

Ore por:

  • Cidadãos e líderes políticos no mundo Árabe. Que seus olhos sejam abertos para discernir a verdade, e para buscá-la corajosamente.
  • Ore para que os crentes em Cristo sejam ilhas de verdadeira paz em meio desta temporada tumultuosa (Salmos 46)
  • Tantos os novos como os antigos convertidos que testemunhem ousadamente sobre a “esperança que está dentro deles” para que muitos possam vir à fé em Jesus (1 Pedro 3:15)
  • Crentes no mundo árabe tenham segurança e coragem e pelo direito de liberdade de religião.
Baixe em PDF
Baixe gratuitamente o livreto dos 30 Dias aqui.

 

Deixe uma resposta